Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Olímpia-SP - Home Page
 
  Olímpia-SP, Segunda-Feira, 22 de Julho de 2019
 
  Página Inicial
  Quem Somos
  Palavra do Presidente
  Diretoria
  Editais
  Atas
  Previdência
  Estatuto
  Legislação
Juridico
  Prestação de Contas
  Convênios
  Notícias
  Filie-se
  Links Úteis
 

Fale Conosco

 
 
Convênios e Parcerias  
 
Notícias
 
PREVIDÊNCIA: GOVERNO PROPORÁ IDADE MÍNIMA DE 65 ANOS PARA HOMENS E MULHERES - Sindicato dos Servidores Pblicos Municipais de Olmpia-SP
PREVIDÊNCIA: GOVERNO PROPORÁ IDADE MÍNIMA DE 65 ANOS PARA HOMENS E MULHERES
06/02/2019

Além disso, proposta de reforma da previdência estabelece tempo de contribuição de 40 anos para pagamento de 100% do benefício

Para se aposentar no Brasil, tanto homens quanto mulheres deverão ter, no mínimo, 65 anos. Essa é, pelo menos, a intenção da equipe econômica do governo de Jair Bolsonaro, que terminou o texto que será encaminhado para o Congresso Nacional ainda este mês.

Além da idade mínima, a proposta prevê que o aumento de tempo mínimo de contribuição dos atuais 15 anos para 20 anos. No entanto, para obter 100% do benefício, será necessário o pagamento da Previdência por 40 anos. A proposta está pronta, mas ainda pode sofrer alterações, a depender do aval de Bolsonaro. As informações foram publicadas primeiramente pelo jornal Estado de S. Paulo.

Da forma como está agora, a proposta prevê que, com 20 anos de contribuição, o trabalhador terá direito de 60% do benefício — alcançados, evidentemente, os 65 anos. No regime dos servidores públicos, a contribuição mínima começará com 25 anos, sendo necessários os mesmos 40 anos para obter 100% do benefício.

Militares e capitalização

A idade mínima poderá ser definida por lei complementar. Apesar disso, o período de transição precisa ser definido em Projeto de Emenda à Constituição (PEC). A reforma também contemplará os membros das Forças Armadas. O período de contribuição para entrar na reserva aumentará de 30 anos para 35 anos.

Além disso, o ministro da Economia, Paulo Guedes, incluiu na PEC a criação de um sistema de capitalização, que é um modelo em que as contribuições vão para uma conta individual, numa espécie de poupança para o trabalhador.

Se aprovada, novos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderão complementar a contribuição dos trabalhadores. A capitalização será gerida por entidades de previdência públicas e privadas, com a autorização do governo. O trabalhador poderá escolher qual delas vai gerir esses recursos e optar pela portabilidade no meio da contribuição.

Regras atuais

Hoje, os trabalhadores podem se aposentar por idade, com exigência de ter 65 anos, entre os homens, e 60 anos, mulheres. O período de contribuição mínimo é de 15 anos. Mas há também a possibilidade de ganhar o benefício por tempo de pagamentos à Previdência, sendo necessário 35 anos entre os homens e 30 anos entre as mulheres.

Fonte: Correio Braziliense

 
Mais Notícias     
 
 
Filie-se agora!
 
Transparência - Prestação de Contas
 

 
Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Olímpia
 
 
 
Endereço
Rua Sete de Setembro, nº 456, Centro
CEP: 15400-000 - Olímpia-SP
 
 
 
 
 
Fale Conosco