Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Olímpia-SP - Home Page
 
  Olímpia-SP, Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020
 
  Página Inicial
  Quem Somos
  Palavra do Presidente
  Diretoria
  Editais
  Atas
  Previdência
  Estatuto
  Legislação
Juridico
  Prestação de Contas
  Convênios
  Notícias
  Filie-se
  Links Úteis
 

Fale Conosco

 
 
Convênios e Parcerias  
 
Notícias
 
Em Power Point, governo culpa funcionalismo público por “pobreza” e diz que privatização vai reduzir ‘toma lá, - Sindicato dos Servidores Pblicos Municipais de Olmpia-SP
Em Power Point, governo culpa funcionalismo público por “pobreza” e diz que privatização vai reduzir ‘toma lá,
26/06/2020

Documento, intitulado "a reconstrução do Estado", foi produzido pela secretaria de "desestatização", comandada pelo bilionário Salim Mattar, e traça um plano de privatização e desmonte do Estado no período pós-coronavírus

Uma apresentação de Power Point feita pela secretaria de privatização, comandada pelo bilionário Salim Mattar, disponibilizado no site do Ministério da Economia no sábado (20) faz um cálculo para culpar o “custo do funcionalismo” e a “má alocação de recursos” pela “desigualdade e pobreza” no Brasil.

“Nós vamos na direção da liberal democracia. Nós vamos abrir a economia e vamos privatizar”, diz frase de Paulo Guedes, que se encontra na tarde desta segunda-feira (22) com Bolsonaro.

O documento, intitulado “a reconstrução do Estado”, traça um plano de privatização e desmonte do Estado no período pós-coronavírus, com uma série de empresas a serem vendidas, e lista como “vantagens da desestatização” “acabar com o corporativismo, a corrupção, os privilégios e reduzir o ‘toma lá, dá cá'”.

“Precisamos reduzir este estado gigantesco, obeso, lento, burocrático e oneroso para os pagadores de impostos que interfere na vida do cidadão e do empreendedor”, diz uma frase destacada de Mattar na apresentação.

Entre os dados apresentados apenas nos governos Lula e Dilma Rousseff, no período de maior crescimento do país houve aumento no número de empresas estatais, que chegou a 154 – 20 delas vendidas pelo governo golpista de Michel Temer.

O documento ainda traça um comparativo entre o aumento de empregos nas empresas estatais e o número de greves. Nos governos petistas, houve aumento do quadro de funcionalismo público – decorrente principalmente da estrutura em educação, com novas universidades públicas e saúde – com o menor número de greves.

Fonte: Revista Fórum

 
Mais Notícias     
 
 
Filie-se agora!
 
Transparência - Prestação de Contas
 
Unimed Rio Preto
 
HB SAÚDE S/A
 
Convênios Card
 
São Francisco Odonto
 
AUSTAclínicas
 
Sisnatur Card
 
Praia do Mirante
 
UNINTER EDUCACIONAL S.A.
 
Fesspmesp - Sindicato dos Servidores
 
 

 
Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Olímpia
 
 
 
Endereço
Rua Sete de Setembro, nº 456, Centro
CEP: 15400-000 - Olímpia-SP
 
 
 
 
 
Fale Conosco