Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Olímpia-SP - Home Page
 
  Olímpia-SP, Quinta-Feira, 21 de Março de 2019
 
  Página Inicial
  Quem Somos
  Palavra do Presidente
  Diretoria
  Editais
  Atas
  Previdência
  Estatuto
  Legislação
Juridico
  Prestação de Contas
  Convênios
  Notícias
  Filie-se
  Links Úteis
 

Fale Conosco

 
 
Convênios e Parcerias  
 
Notícias
 
Centrais definem agenda de ações unitárias em favor da aposentadoria - Sindicato dos Servidores Pblicos Municipais de Olmpia-SP
Centrais definem agenda de ações unitárias em favor da aposentadoria
07/03/2019

As centrais sindicais definiram, na última terça-feira (26), na sede do Dieese, em São Paulo, série de ações de comunicação e calendário de mobilizações contra o fim da Previdência Pública. Os sindicalistas também debateram os principais impactos da proposta de reforma do sistema de aposentadorias apresentada pelo governo. No portal da Agência Sindical

O presidente da CUT, Vagner Freitas, avaliou que a luta contra a proposta apresentada pelo governo Bolsonaro vai ser “uma guerra de comunicação”. “Precisamos esclarecer a população. É preciso ganhar a opinião pública. Temos que falar aos trabalhadores com uma linguagem direta. É preciso frisar: você vai perder a aposentadoria e seus direitos”, destacou.

Clemente Ganz Lúcio, diretor técnico do Dieese, fez exposição sobre os principais impactos da PEC 6/19. Ele alertou que a desconstitucionalização da Previdência, ou seja, remeter para lei complementar a definição dos regimes previdenciários, “é um cheque em branco para o governo avançar rumo ao sistema de capitalização e a privatização” da Previdência Pública.

Mulher

Para Luiz Carlos Prates (Mancha), dirigente da CSP-Conlutas, o que é colocado pela análise técnica feita pelo Dieese, “mostra que o ataque é muito pior do que pensávamos”. Ele propôs transformar as comemorações do Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, em grandes manifestações em defesa da aposentadoria.

“Temos que orientar as organizações dos movimentos populares, que tradicionalmente organizam grandes atos e mobilizações nesta data, a colocar o tema da reforma da Previdência como carro chefe das manifestações", ressaltou Mancha.

O secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves (Juruna), defendeu a realização do dia de lutas em 22 de março, com manifestações em todo o País, como forma de avançar na mobilização dos trabalhadores. “A proposta de greve geral tem de ser construída e muito bem elaborada. É preciso criar antes pauta única. Unificar os discursos”, afirmou.

Ações

Além de reforçar a presença do tema nas manifestações do 8 de março, pelo menos mais 2 datas para a realização de protestos ficaram definidas. O Dia Nacional de Lutas, em 22 de março; e um ato em frente à Superintendência do INSS em São Paulo, dia 29 de março, com passeata pelas ruas centrais da Capital.

Dieese

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos informou a publicação de Nota Técnica que esclarece o orienta a discussão em torno da proposta do governo. Mais 3 textos serão lançados na semana que vem, com detalhamentos sobre PEC do governo.

Ainda nesta semana, deve ficar pronto aplicativo, chamado de “Aposentômetro”, que compara como é hoje e como ficará a aposentadoria caso a reforma seja aprovada.

Agenda

Na quinta-feira (28), sindicalistas voltaram a se reunir, com assessoria de técnicos e jornalistas, para debater a produção das peças de divulgação.

Participaram do encontro no Dieese, em São Paulo, representantes da CUT, Força Sindical, CTB, UGT, Nova Central, CSB, CSP-Conlutas, CGTB e Intersindical.

Fonte: Agência DIAP

 
Mais Notícias     
 
 
Filie-se agora!
 
Transparência - Prestação de Contas
 

 
Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Olímpia
 
 
 
Endereço
Rua Sete de Setembro, nº 456, Centro
CEP: 15400-000 - Olímpia-SP
 
 
 
 
 
Fale Conosco