Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Olímpia-SP - Home Page
 
  Olímpia-SP, Quarta-Feira, 23 de Agosto de 2017
 
  Página Inicial
  Quem Somos
  Palavra do Presidente
  Diretoria
  Editais
  Atas
  Previdência
  Estatuto
  Legislação
Juridico
  Prestação de Contas
  Convênios
  Notícias
  Filie-se
  Links Úteis
 

Fale Conosco

 
 
Convênios e Parcerias  
 
Palavra do Presidente
 
Reforma da Previdência. - Palavra do Presidente - Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Olímpia-SP
Reforma da Previdência.
18/08/2016

 

 Governo Federal produz Cartilha sobre Reforma da Previdência.

O slogan da campanha é muito sugestivo (Mudar para Preservar).

1º - fixação de uma idade mínima para a aposentadoria por tempo de contribuição, estudos apontam em 60 anos para mulheres e 65 para homens, sendo progressiva até o limite de 70 anos para homens e 67 ou 68 para mulheres.

2º - pedágio de 40% ao tempo que falta para aposentar como regra de transição, a conta será a seguinte; um cidadão que falta 10 anos para aposentar, pelo novo calcula deverá trabalhar mais 4 anos.

3º - a unificação de todos os regimes, a aposentadoria rural, urbana e dos servidores públicos, incluindo federal, estadual e municipal.

4º - elevação da alíquota de contribuição os atuais 11% para 14%, isso por parte dos servidores públicos.

5º - alteração nas condições de concessões das aposentadorias, alterações na formula de calculo dos benefícios, fim da aposentadoria especial,  alterar a formula de reajuste dos proventos já concedidos, extinguir a paridade e isonomia.

Para o governo, essa reforma é impostergável, porque o rombo da previdência está cada vez maior, como se a culpa é do trabalhador.

A proposta do regime único é o que há de pior para nossa categoria, uma vez que sempre contribuímos com o limite máximo de 11%, e os contribuintes do INSS existem varias tabelas ou faixas de contribuição, começando com 7,67% até o limite de 11%, sem citar as Micro-Empresa-Individuais, que inventaram outra alíquota de contribuição, e estenderam  o direito aos benefícios.  

O rombo nas previdências nada mais é que a irresponsabilidade dos governantes, que deveriam administrar com austeridade o dinheiro oriundos  de nossos impostos, mas não distribuem benefícios e mais benefícios para seus apaniguados, e depois querem cobrar a conta dos trabalhadores,

A proposta de unificar as previdências, penalizará  todos o trabalhadores, um vez que as regras de transição de um regime para outro nunca é clara e a conta quem paga como sempre a conta é o trabalhador.

Alteração do regime Celetista para Estatutários, na maioria das vezes é interessante apenas para os governantes corruptos, ávidos para manipular os recursos ali depositados.

Hoje vários regimes próprios estão com déficits impagáveis, com a unificação dos Regimes como proposto, no final das contas quem arcará com o prejuízo serão os trabalhadores, não importando a qual regime ele pertença.

 
Outras Notícias
02/02
  Convite para solenidade de posse da Diretoria
19/01
  O que fazer em caso de negativa de atendimento pelo Plano de Saúde.
19/01
  10 dicas rápidas sobre Direito do Trabalho - Parte 1
19/01
  10 dicas rápidas sobre Direito do Trabalho - Parte 2
19/01
  10 dicas rápidas sobre Direito do Trabalho - Parte 3
Mais Notícias     
 
 
Filie-se agora!
 
Transparência - Prestação de Contas
 

 
Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Olímpia
 
 
 
Endereço
Rua Sete de Setembro, nº 456, Centro
CEP: 15400-000 - Olímpia-SP
 
 
 
 
 
Fale Conosco